Agronegócio

Chuva

Chuvas trazem alívio ao produtor; liquidez é baixa para arábica e robusta
Choveu na maior parte das regiões brasileiras produtoras de café arábica na última semana, mas o volume foi menor que o ideal em algumas praças. Mesmo assim, segundo colaboradores do Cepea, as precipitações trouxeram certo alívio para parte dos cafeicultores, visto que ajudam na recuperação das lavouras debilitadas e devem induzir novas – e significativas – floradas da safra 2021/22. Chuvas também foram registradas nos principais estados produtores de café robusta: Espírito Santo e Rondônia. Em ambos, agentes indicam que as precipitações também estiveram abaixo do esperado e, com isso, estã

21/10/2020

Resultados Positivos

Exportações da temporada 2020 já são 36% superiores às da última safra
As exportações brasileiras de melão, que, em agosto, iniciaram a temporada com resultados positivos, seguiram a todo vapor em setembro. De acordo com dados da Secex, o volume embarcado no mês passado foi 42% maior que o exportado em setembro de 2019. Assim, na parcial desta safra (agosto e setembro/20), os envios de melão somam 38 mil toneladas, quantidade 36% superior à do mesmo período da campanha passada, com receita de US$ 25 milhões (FOB), montante 35% maior, na mesma comparação. Segundo agentes consultados pelo Hortifrúti/Cepea, esses resultados estão atrelados à firme demanda da Euro

21/10/2020

Pesquisa

Pitaia tem potencial para ajudar a controlar glicemia, colesterol e ansiedade, aponta estudo da Embrapa
As qualidades da pitaia vão além do sabor suave, doce e refrescante. Estudos laboratoriais realizado

20/10/2020

Preços

Retração vendedora sustenta cotações
Os preços do trigo continuam avançando no Brasil. Segundo pesquisadores do Cepea, a sustentação vem

20/10/2020

Baixa Liquidez

Liquidez diminui e preço se estabiliza
O mercado de arroz em casca no Rio Grande do Sul vem apresentando baixa liquidez. Pesquisadores do C

20/10/2020

Parcial do Mês

Com alta de 11% na parcial do mês, milho é negociado a R$ 70/sc
O Indicador ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas – SP) do milho vem registrando avanço consecutivo

19/10/2020

Preços

Preços avançam pela 3ª semana consecutiva
A oferta de ovos maiores segue restrita na maior parte das regiões pesquisadas pelo Cepea, o que se deve à forte onda de calor entre o encerramento de setembro e o início de outubro, que dizimou milhares de poedeiras. A baixa disponibilidade manteve em alta os preços dos ovos entre 8 e 15 de outubro, sendo essa a terceira semana consecutiva de avanço nas cotações. Colaboradores do Cepea indicam, contudo, que as elevações nos valores dos ovos ainda não têm sido totalmente repassadas ao varejo, que, por sua vez, mostra resistência em pagar preços maiores, alegando dificuldades nas vendas nos atuais patamares ao consumidor final.

19/10/2020

Valor médio

Valor médio do PR se aproxima do observado em Paranaguá
A soja brasileira começa a ficar menos atrativa aos importadores neste período de entressafra, já que a disponibilidade é baixa e os preços internos estão em patamares recordes. Assim, pesquisadores do Cepea indicam que a demanda se volta aos Estados Unidos, onde a colheita está em ritmo intenso, favorecida pelo clima. No Brasil, demandantes têm dificuldades em realizar aquisições de novos lotes. Com isso, os preços ofertados no mercado interno se aproximam dos verificados nos portos brasileiros. O Indicador CEPEA/ESALQ Paraná avançou 2,8% entre 9 e 16 de outubro, a R$ 157,8/sc de 60 kg na sexta-feira, 16, e o Indicador ESALQ/BM&FBovespa Paranaguá (PR) registrou aumento de 2,3% no mesm

19/10/2020

Comércio Exterior

Imposto de importação para soja e milho é zerado até 2021
Dois dos principais grãos da agricultura nacional – soja e milho – terão a alíquota do imposto de importação zerada a fim de manter o equilíbrio na oferta desses produtos no mercado doméstico.  A decisão foi tomada pelo Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) nesta sexta-feira (16), durante reunião extraordinária, a partir de propostas apresentadas pelos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (sobre a soja) e da Economia (sobre o milho). A suspensão temporária do imposto de importação para soja (grão, farelo e óleo de soja) valerá até 15 de janeiro de 2021. Já em relação ao milho, as importações brasileiras sem pagamento de imposto irão até

18/10/2020

Rebanho Bovino

Porto Velho é o quarto município do país com maior rebanho bovino
A Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM), divulgada hoje (15), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que Porto Velho tinha o quarto maior rebanho bovino do país em 2019, com 1,1 milhão de cabeça. Os maiores rebanhos estavam em São Félix do Xingu (PA), Corumbá (MS) e Vila Bela da Santíssima Trindade (MT).   A pesquisa também indicou que o rebanho bovino rondoniense é o sexto maior do país, com mais de 14,3 milhões de cabeças. Os campeões são Mato Grosso (31 milhões de cabeças), Goiás (22 milhões de cabeças), Minas Gerais (22 milhões de cabeças), Pará (20 milhões de cabeças) e Mato Grosso do Sul (19 milhões de cabeças). Além de Porto Velho, os maiores rebanhos

17/10/2020