Agronegócio
Trigo: preços devem subir mesmo com início da nova safra
Segundo a Cogo – Inteligência em Agronegócio, entre janeiro e setembro, os valores do trigo em grãos no Paraná registram forte alta de 31,7%

Por Canal Rural
Publicado 18/09/2020
A A
Pixabay/Free-Photos

Os preços do trigo no mercado interno devem seguir em patamares mais elevados, mesmo com o início da nova colheita da safra brasileira em 2020. É o que indica uma nova análise feita pela Cogo – Inteligência em Agronegócio.

Segundo a Cogo, entre janeiro e setembro de 2020, os preços do trigo em grãos FOB ao produtor do Paraná registram forte alta de 31,7%, mas recuaram 5,7% nos últimos 30 dias, enquanto no Rio Grande do Sul, as cotações subiram 1,2% nos últimos, já que parte da safra do estado foi afetada por geadas.

Além disso, a redução das projeções para a safra argentina 2020/2021, as cotações firmes no mercado externo e o dólar mais elevado este ano dão suporte às cotações internas.

No mercado de derivados, os preços das farinhas estão firmes, enquanto as cotações do farelo de trigo atingiram recordes nominais de preços neste mês de setembro.

Fonte: Canal Rural

Safra Brasileira   Mercado interno   Preços   Cogo   cotações   Trigo  

Mais em Agronegócio